Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Cinedebate

Cinedebate discutiu sobre a existência de limites para o Universo

Publicado: Quarta, 07 de Novembro de 2018, 10h38 | Última atualização em Quinta, 08 de Novembro de 2018, 12h26

No dia 05 de novembro de 2018, segunda-feira, a partir das 18h, no auditório do Câmpus de Caraguatatuba do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), ocorreu a exibição – seguida pelo posterior debate – do episódio “Há um limite para o Universo?” da série de documentários científicos “Através do buraco de minhoca”. A organização deste cinedebate contou com o apoio de bolsistas do programa de extensão “Cinedebate e atividades de educação científica e cultural” (Rafael Honório Morais de Oliveira, Diego Bortoleto Licca, Henrique Madeo Pereira, Larissa Comodaro Nunes Sant’Ana, Gabriel Xavier Luz e Jessica de Oliveira Santana), bem como dos atuais bolsistas de iniciação científica Kaua Estevam Cardoso de Freitas, Rafael do Nascimento Sorensen, Ryan Nepomuceno Montemor e Diego Corrêa Peres de Souza, e dos ex-bolsistas de iniciação científica João Pereira Neto e Rafael Brock Domingos, todos eles orientados pelo professor Ricardo Roberto Plaza Teixeira, docente do IFSP-Caraguatatuba.

Professor Ricardo Plaza junto com estudante antes da exibição de episódio da série “Através do buraco de minhoca”

A série estadunidense de documentários científicos “Através do Buraco de Minhoca” (o título em inglês é “Through the Wormhole”), apresentada pelo ator Morgan Freeman, teve 8 temporadas entre 2010 e 2017, com um total de 63 episódios exibidos pelo Science Channel. Seus episódios são sempre sobre questões cujas possíveis respostas estão na fronteira do conhecimento humano existente na atualidade: todos os episódios têm como título uma pergunta, geralmente inquietadora e abordando mistérios profundos sobre o Universo, a Vida e o Ser Humano. O episódio exibido “Há um limite para o Universo?” (uma outra tradução do título em inglês “Is there an Edge to the Universe?” é “Existe uma borda no Universo”) é o segundo episódio da segunda temporada.

Cartaz de divulgação da série de documentários “Through the Wormhole”

Um trailer da série “Através do Buraco de Minhoca” pode ser assistido aqui. Mais informações desta série podem ser obtidas em inglês aqui e também aqui, e em português aqui e também aqui. O episódio exibido pode ser assistido (em inglês) aqui.

Figura representando a Borda do Universo (“The Edge of the Universe”)

O debate, após a exibição do episódio, ressaltou a qualidade desta excelente série de documentários científicos, em particular pela didática da apresentação acerca de temas científicos complexos, bem como pela fundamentação científica dos conceitos que são discutidos por diversos pesquisadores de universidades de ponta no mundo.

Imagem WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe) da radiação cósmica de fundo em micro-ondas do Universo

O episódio exibido, por meio de analogias, apresentou o conhecimento atual de astrofísica sobre as características do Universo observável que é ao mesmo tempo ilimitado (no sentido de não ter um limite, fronteira ou borda), mas finito: o diâmetro (ou seja, o tamanho) do Universo observável seria algo da ordem de 92 bilhões de anos-luz. Sobre o tamanho do universo é possível obter mais informações nos artigos (em português) aqui e também aqui.

Cena do episódio de “Através do Buraco de Minhoca exibido”

O episódio “Há um limite para o Universo?” abordou temas como o Big Bang, a expansão do Universo, o período de Inflação Cósmica logo após o Big Bang e a questão do “Fluxo Escuro” (“Dark Flow”), um fenômeno astronômico (ainda controverso, pois os dados existentes têm muita imprecisão) associado a movimentos inesperados de aglomerados galáxias em uma direção privilegiada, o que poderia estar relacionado à existência de outros universos além do nosso (um explicação que envolve o conceito de Multiverso). Mais informações acerca deste “fluxo escuro” podem ser lidas no artigo em português disponível aqui e no artigo em inglês disponível em aqui. O vídeo explicativo curto (em inglês) de 4 minutos intitulado “What is dark flow?” (“O que é fluxo escuro?”) pode ser assistido em aqui; por outro lado, o vídeo de 12 minutos produzido pela PBS (“Public Broadcasting Service” que é o sistema público televisivo norte-americano) e intitulado “Dark Flow - Space Time” (“Fluxo Escuro – Espaço Tempo”) pode ser assistido aqui.

As sessões de cinedebates são regularmente organizadas por bolsistas e ex-bolsistas de iniciação científica e de extensão no âmbito do programa de extensão “Cinedebate e atividades de educação científica e cultural” do IFSP-Caraguatatuba que é coordenado pelo professor Ricardo Plaza. Seu objetivo principal é realizar reflexões críticas sobre história, ciência e cultura, envolvendo filmes e documentários selecionados com este propósito, bem como ampliar o repertório cultural e cinematográfico por parte dos alunos e do público em geral. Todas as sessões de cinedebates são gratuitas e abertas para quaisquer interessados, tanto da comunidade interna, quanto da comunidade externa ao IFSP. Não é necessário fazer inscrição prévia: basta estar presente no auditório no início da exibição do filme. Professores e gestores de escolas públicas que pretendem que alunos de suas instituições de ensino participem de atividades deste gênero podem procurar o professor Ricardo Plaza para juntos organizarem os detalhes.

Fonte: Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira

registrado em:
Fim do conteúdo da página