Ir direto para menu de acessibilidade.
Página Principal > Cinedebate > IFSP terá cinedebate sobre o filme “Mar Adentro”
Início do conteúdo da página
Cinedebate

IFSP terá cinedebate sobre o filme “Mar Adentro”

Publicado: Segunda, 27 de Agosto de 2018, 17h48 | Última atualização em Segunda, 27 de Agosto de 2018, 18h07

  • Título do filme que será apresentado neste Cinedebate: “Mar Adentro”.
  • Local: Auditório do IFSP (Instituto Federal de São Paulo) - Câmpus Caraguatatuba – Avenida Bahia, 1739 – Indaiá – Caraguatatuba/SP.
  • Dia da exibição do filme seguido pelo debate:  29 de setembro de 2018 (sábado).
  • Horário: o filme será exibido a partir das 10h00 da manhã e será debatido após o seu término.
  • Público alvo: estudantes do IFSP e qualquer pessoa das comunidades interna e externa ao IFSP que esteja interessada nos temas que serão discutidos.
  • Tema: O filme “Mar Adentro” trata a respeito da história real de um marinheiro que ficou tetraplégico após um acidente de mergulho e luta pelo direito de cometer eutanásia, dando fim à sua existência. Durante o transcorrer das atividades ocorrerão debates acerca do filme sobre vários aspectos: educacionais, históricos, artísticos, filosóficos, éticos, políticos, comportamentais, humanos, científicos, econômicos, etc.
  • Inscrição:  não é necessário se inscrever para assistir estes filmes, basta comparecer ao auditório no horário definido para a exibição. Os membros da comunidade externa precisam apenas apresentar um documento de identificação na portaria do IFSP.
  • Responsáveis pela atividade: professores Ricardo Roberto Plaza Teixeira, Mauro Ribeiro Chaves e Alexandre Machado Rosa.
  • Por favor: ajude a divulgar este evento cultural, compartilhando este informativo em redes sociais e grupos de whatsapp.
  • As atividades deste Cinedebate são totalmente GRATUITAS e abertas a todos os interessados. O seu objetivo é cultural e educacional.
  • Estas atividades educacionais estão vinculadas diretamente ao programa de extensão “Cinedebate e atividades de educação científica e cultural”.

Fonte: Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira

registrado em:
Fim do conteúdo da página